19 ago 2021 - 21h22

TRIUNFAZO! Longe da altitude e com atitude, Furacão reverte desvantagem da partida de ida e está na semifinal da Sula

O momento era turbulento. Os questionamentos ao trabalho de António Oliveira se intensificam a cada jogo. O Athletico vinha para a decisão com quatro derrotas e um empate nas últimas cinco partidas disputadas – último triunfo foi sobre o Atlético-GO, pela Copa do Brasil.

No jogo de ida das quartas de final, o time equatoriano venceu por 1 a 0, na altitude de Quito. A indigna missão era vencer por dois (no caso de não sofrer gols) ou mais tentos de diferença para avançar à semifinal. Problema é que o Athletico vem sofrendo gols todos os jogos. Sofrendo todos os jogos. E não vinha, nem mesmo, “sabendo” sofrer.

Historicamente, reverter desvantagens em torneios internacionais é raridade para quem, hoje, necessitava. Aconteceu apenas em uma oportunidade, em 2014, no fatídico jogo contra o Sporting Cristal, válido pela pré-Libertadores, com decisão nos pênaltis e todo aquele “script” de emoção que só o torcedor atleticano conhece e vive.

A LDU mandou a campo um time reserva na sua última aparição, no final de semana, no empate em 3 a 3 com o Deportivo Cuenca, pelo campeonato equatoriano.

O técnico português contou com dois retornos em relação ao jogo de ida: Santos (poupado após a conquista da medalha de ouro nas olimpíadas) e Thiago Heleno (que não atua na altitude). O esquema tático passou de três para dois zagueiros. No ataque, para surpresa de muitos, Vitinho foi a novidade (já que está negociando sua transferência para o Bordeaux, da França).

Os desfalques foram Babi (cirurgia no joelho) e Lucas Halter (lesão no pé).

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O Furacão começou a partida na garganta da LDU. Bissoli – com menos de um minuto, em arremate de fora da área -, Thiago Heleno – aos dois minutos, em cabeçada perigosíssima defendida pelo goleiro – e Vitinho – ao três, em chute de longe – criaram boas chances para balançar a rede.

Mas quem abriu o marcador foi a LDU. No primeiro ataque equatoriano, aos 10 minutos, Perlaza fez o cruzamento pela direita, Amarilla antecipou Marcinho e cabeceou sem chances para Santos. Com o tento sofrido, o Athletico necessitava vencer por, pelo menos, dois gols de diferença para avançar de fase.

Perlaza, aos 24, recebeu passe, cruzou e Cruz mandou de cabeça. A bola passou por cima, com perigo.

EMPATE! No minuto posterior, Christian limpou a marcação, arriscou de fora na área e igualou o marcador. 1 a 1.

ILUMINADO! O Athletico aproveitou o bom momento e ficou em vantagem, aos 29. Nikão lançou Christian que – mais uma vez – ganhou dos zagueiros, passou por Guerra e tocou para as redes. Virada na Arena!

A pressão do time da casa se manteve. Terans e Bissoli criaram boas oportunidades de fazer o terceiro.

Mas quem marcou foi a LDU. Aos 42, Alcívar fez bom passe para Julio, livre. Dentro da área, ele abriu espaço e mandou forte chute, no ângulo, empatando novamente.

No fim da primeira etapa, Thiago Heleno ainda teve a chance de colocar o rubro-negro na frente do placar. Marcinho cobrou falta, o zagueiro cabeceou e a bola bateu no chão, subiu e encontrou Gabbarini que salvou.

2º Tempo

VOLTOU BROCANDO! Nikão esticou para Marcinho que cruzou e Terans cabeceou, de dentro da pequena área. O goleiro defendeu na primeira e no rebote… Bissoli, bem colocado, fez o terceiro. 3 a 2 Furacão, aos 16 minutos!

TEVE VAR, TEVE PÊNALTI PARA O FURACÃAAO! Aos 21 minutos, o árbitro – com auxílio do VAR – assinalou penalidade máxima, em puxão de Scotto em Christian. Bissoli disparou, no meio do gol, e Gabbarini pulou para o canto. Segundo do atacante, o quarto rubro-negro! Para classificar!

Aos 30 minutos, Cruz mandou na área e Thiago Heleno cortou. Na sequência, bola alçada na área e Santos segurou, firme.

Mais três minutos e Reasco arriscou de longe. A bola passou perigosamente por sobre a meta.

No lance seguinte, Nikão bateu forte, com efeito, pela direita. Gabbarini espalmou.

Aos 39, Ordóñez soltou um petardo – de longe – e Santos defendeu, em dois tempos. No minuto seguinte, após troca de passes, Cruz cortou para o meio e bateu para o gol, por cima – chance clara para LDU.

FURACÃO NAS SEMIS! VAMOS, FURACÃO!!!

Ficha técnica

Copa Sul-Americana – 19/08/2021 – Quartas de final

Athletico 4 X 2 LDU

Local: Arena da Baixada.

Horário: 19h15.

Árbitro: Eber Aquino (PAR).

Cartões amarelos: Paulo Autuori, Bissoli, Erick (CAP); Cruz, Scotto, Caicedo (LDU).

Cartões vermelhos: – .

Gols: Amarilla (10’ 1T), Christian (25’ 1T), Christian (29’ 1T), Julio (42’ 1T), Bissoli (16’ 2T), Bissoli (24’ 2T).

Athletico: Santos; Marcinho, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Richard (Erick), Christian (Cittadini) e Terans (Zé Ivaldo); Nikão, Vitinho (Canesin) e Bissoli (Kayzer). TC: António Oliveira.

LDU: Gabbarini; Perlaza (Mina), Guerra, Caicedo e Cruz; Piovi, Alcívar (Kaprof) e Scotto (Reasco); Julio, Zunino (Ordóñez) e Amarilla. TC: Pablo Marini.

Próximos confrontos

Pelo Brasileirão, o Rubro-Negro volta a campo no dia 22/08, domingo, às 16h00, contra o Corinthians, na Baixada.

Pelo jogo de ida – válido pelas quartas de final da Copa do Brasil – o Athletico recebe o Santos no dia 25/08.

O Campeonato Paranaense será retomado no dia 01/09, quarta-feira. O Athletico disputará a vaga na final (contra o Londrina) em confronto com o Cascavel, às 15h20, na Arena, pelo jogo de ida.

Pela semifinal da Sulamericana, o adversário do Furacão será o Peñarol (URU). A partida de ida será no Uruguai (22/09) e a de volta acontecerá na Arena (29/09).

Saiba Mais



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…