13 out 2021 - 21h01

E vem a Chape… Jogando em Santa Catarina, Athletico não consegue quebrar tabu e empata em 1 a 1

O Athletico buscava se reaproximar do G-6 e a recuperação após revés jogando contra o Bahia, na Baixada, na última rodada.

A Chapecoense ainda buscava sua primeira vitória na competição como mandante. A equipe tinha apenas um triunfo (jogando fora de casa) em 25 partidas disputadas. O time de Santa Catarina vinha de goleada por 5 a 2 para o Inter.

A vitória do Furacão representaria uma quebra de tabu, já que o Athletico jamais vencera o atual lanterna da competição jogando como visitante. São quatro vitórias em 18 jogos na história contra a Chapecoense, sendo oito confrontos em Santa Catarina – três derrotas rubro-negras e cinco empates. Na partida do primeiro turno, as equipes empataram em 2 a 2 na Baixada.

Sem jogadores suspensos, o técnico Alberto Valentim pôde escalar força máxima para o duelo. Abner retornou após ter desfalcado o time na última rodada (desconforto muscular). Nicolas (dores musculares); Lucas Halter (lesão no pé esquerdo, em maio) e Babi (lesão no joelho, em julho) seguem em recuperação.

 

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

Menos de um minuto e Santos salvou o Athletico. Mike cruzou, Lima cabeceou no canto e o arqueiro rubro-negro espalmou para escanteio.

A primeira chance clara de gol para o Furacão aconteceu aos 7 minutos. Terans cobrou escanteio curto para Marcinho que cruzou. Richard cabeceou errado e desperdiçou boa chance.

Aos 24, Richard acionou Cittadini que ajeitou e de canhota arriscou de longe. A bola passou sobre o travessão.

Richard também tentou chute de fora da área, após passe de Nikão, mas a bola subiu demais, aos 32 minutos.

Dois minutos depois, a Chape chegou novamente. Anderson Leite apareceu livre na área e bateu forte, sem direção.

SANTOS! Mais uma importantíssima intervenção de Aderbar. Mike recebeu nas costas da defesa, saiu cara a cara com o goleiro – sem marcação – e bateu rasteiro. Santos fechou o ângulo e segurou firme, salvando de novo. Eram 37 minutos.

 

2º Tempo

NO POSTE! Aos 2 minutos, Terans recebeu de Abner e chutou, de primeira. A bola bateu na trave e no rebote o camisa 80 tentou de voleio, mas Keiller salvou.

A resposta dos catarinenses veio no lance seguinte. Mike ajeitou para Lima que tentou o chute e Thiago Heleno, de carrinho, fez o corte.

Que perigo… Mike chegou, a bola ficou viva e Anderson Leite bateu da entrada da área e mandou rente à trave. Santos só observou. Eram 10 minutos

E vem a Chape… Aos 12 minutos, Matheus Ribeiro fez bela jogada individual, arrancando da direita. Ele passou por Richard, tocou para Anderson Leite, recebeu de volta e bateu, de canhota, para abrir o marcador na Arena Condá. Golaço do pior time do campeonato.

O time da casa quase ampliou na sequência. Santos fez a defesa.

Aos 27, Terans cobrou o escanteio e Thiago Heleno ajeitou de cabeça para Pedro Rocha que finalizou para fora. Athletico tentava pressionar, mas faltava intensidade e criatividade.

Em contra-ataque, aos 32 minutos, Mike arrancou e tocou para Lima que bateu cruzado. A bola desviou e Santos defendeu em dois tempos.

ACHOU O GOL! Khellven recebeu na direita e cruzou. Christian apareceu – nas costas da defesa – e bateu de primeira, sem chances para o goleiro. Tudo igual, aos 44. 1×1.

QUASE A VIRADA. 47 minutos e Khellven mandou para a área, Jordan cabeceou contra o patrimônio e quase marcou contra.

 

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 13/10/2021 – 26ª rodada

Chapecoense 1 X 1 Athletico

Local: Arena Condá.

Horário: 19h00.

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SC).

Cartões amarelos: Zé Ivaldo, Richard, Nikão, Thiago Heleno, Pedrinho (CAP); Rodrigo Silva, Anderson Leite, Moisés, Busanello (CHA).

Cartões vermelhos: – .

Gols: Matheus Ribeiro (12′ 2T), Christian (43′ 2T).

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Zé Ivaldo (Pedro Rocha); Marcinho (Khellven), Richard (Christian), Cittadini e Abner (Pedrinho); Terans, Nikão e Kayzer (Bissoli). TC: Alberto Valentim.

Chapecoense: Keiller; Matheus Ribeiro, Ignacio, Joilson, Jordan e Busanello (Mancha); Moisés Ribeiro (Ronei), Lima e Anderson Leite; Mike (Kaio Nunes) e Rodriguinho (Perotti). TC: Pintado.

 

Próximos confrontos

Pelo Brasileirão, o Rubro-Negro volta a campo no dia 17/10, domingo, às 16h00, contra o Fluminense, na Arena.

Pelo jogo de ida – válido pela semifinal da Copa do Brasil – o Athletico enfrenta o Flamengo no dia 20/10, quarta-feira, às 21h30, na Baixada.

Pela final da Sulamericana, o adversário do Furacão será o Red Bull Bragantino. A partida (única) acontece no Uruguai, dia 20/11, sábado (horário ainda indefinido).



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…