2 nov 2021 - 18h16

Do inferno ao céu

Se nas Copas o Furacão vive momento ímpar em sua história – estando nas finais do campeonato nacional e da Sul-Americana – a situação no Brasileiro não é confortável. Enquanto o Flamengo – eliminado da Copa do Brasil na última quarta-feira pelo próprio rubro-negro paranaense, após acachapante derrota por 3 a 0, em pleno Maracanã – luta pelo título, o Athletico olha com perigo para a Zona do Rebaixamento, cada vez mais próxima, já que ocupa a 14ª colocação, com 35 pontos.

Alberto Valentim não pôde contar com Zé Ivaldo (suspenso), Nicolas (lesão na coxa), Halter (lesão no pé esquerdo) e Babi (lesão no joelho).

O Furacão foi do inferno ao céu. Depois de um primeiro tempo ruim, os aguerridos comandados de Alberto Valentim reagiram e buscaram o empate. 2 a 2 na Baixada. Por outro lado, com o resultado, já são seis partidas em sequência sem vencer no Brasileiro.

 

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

Os visitantes abriram o marcador aos 18 minutos. Michael cruzou da esquerda, Vitinho arriscou o chute, Santos defendeu com o pé e, na sobra, Gabriel mandou para o gol. 1 a 0 Flamengo.

No lance seguinte, Andreas Pereira cobrou falta direto para o gol. A bola passou por cima da meta.

Gabriel ampliou aos 28. Santos saiu jogando errado com os pés, Isla interceptou e lançou o atacante que – na área – encobriu o arqueiro com um toque. 2 a 0.

Renato Kayzer, após disputa de lance mais ríspida com Léo Pereira, foi expulso direto, aos 34 minutos. O VAR sugeriu revisão do lance e – mesmo constatada tentativa de agressão do atacante atleticano ao zagueiro – o árbitro trocou a cor do carão, para amarelo. Ficou barato para o Furacão…

2º Tempo

Furacão iniciou a segunda etapa na garganta do Flamengo.

Aos 4 minutos, Terans cobrou falta para dentro da área, Pedro Henrique tentou cabecear, mas Vitinho cortou. Na sobra, Marcinho arriscou o chute, mas para fora.

No minuto seguinte, Terans tentou arriscar de primeira, de fora da área, mas mandou para fora.

O Athletico aproveitou a saída errada de bola de Isla. Terans chutou cruzado, dentro da área, pelo lado esquerdo, mas Gustavo Henrique conseguiu bloquear.

ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA… Abner fez jogada individual pela esquerda, cruzou para Nikão que chutou rasteiro e Diego Alves fez boa defesa. No rebote Kayzer mandou para o gol! O bandeirinha até tentou anular, marcando um impedimento absurdo, mas, após análise do VAR, o gol foi validado, aos 17 minutos. 2 a 1 para o Flamengo.

NÃO VALEU. Athletico roubou a bola, logo na saída de bola do meio-campo do Flamengo, após o gol. Terans foi lançado na área e, de cabeça, empatou a partida. Infelizmente o atacante estava impedido e a arbitragem assinalou – corretamente desta vez – a marcação.

QUE PECADO! Aos 42, Kayzer foi lançado em contra-ataque e pegou a defesa flamenguista desprevenida. Diego Alves se antecipou para tentar o corte e o atacante tentou encobrir – de longe – o goleiro, mas a bola saiu pela linha de fundo, tirando tinta da trave direita!

SALVOU DIEGO ALVES. Terans fez boa jogada, invadiu a área e chutou, quase caindo. Diego Alves defendeu com o pé e a bola quase sobrou para Kayzer que não alcançou. Eram 47 minutos.

PRA CIMA, ATHLETICO! Bissoli arriscou um chutaço de fora da área e Diego Alves foi buscar no ângulo para salvar. Quase um golaço, aos 49! Escanteio para o Athletico e…

BISSOLIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!! AGORA SIM! CHUPA, FLAMENGO! Nikão cobrou o escanteio pela esquerda, Diego Alves saiu muito mal e Bissoli – predestinado – escorou, entre a marcação do Flamengo, para o fundo do gol. No apagar das luzes, Furacão empatou a partida, aos 50 minutos!

O Flamengo ainda balançou o travessão de Santos após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo. Gustavo Henrique cabeceou e por pouco não fez o terceiro.

E não houve tempo para mais nada.

 

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 02/11/2021 – 4ª rodada (jogo atrasado)

Athletico 2 X 2 Flamengo

Local: Arena da Baixada.

Horário: 16h00.

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA).

Cartões amarelos: Terans, Thiago Heleno, Kayzer, Hernández (CAP); Léo Pereira, Andreas Pereira (FLA).

Cartões vermelhos: .

Gols: Gabriel (18’ 1T), Gabriel (28’ 1T), Kayzer (17′ 2T), Bissoli (50′ 2T).

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Hernández (Pedrinho); Marcinho, Erick (Bissoli), Cittadini (Christian) e Abner (Jader); Nikão, Terans e Kayzer. TC: Alberto Valentim.

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Ramon; Willian Arão, Andreas Pereira (Rodinei) e Everton Ribeiro (Gomes); Michael (Bruno Viana), Vitinho e Gabriel. TC: Renato Gaúcho.

 

Próximos confrontos

Pelo Brasileirão, o Rubro-Negro paranaense volta a campo no dia 07/11, domingo, às 16h00, contra o Red Bull Bragantino, no Nabi Abi Chedid.

Pela final da Sulamericana, o adversário do Furacão (também) será o Red Bull Bragantino. A partida (única) acontece no Uruguai (Estádio Centenário, em Montevidéu), dia 20/11, sábado, às 17h00.

Pela final da Copa do Brasil, o Athletico enfrentará o Atlético-MG nos dias 12 e 15 de dezembro. Os mandos de campo serão definidos no próximo dia 04, quinta-feira.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…