13 nov 2021 - 16h40

Pedrinho – Futuro promissor

Após uma longa, confusa e contraditório negociação. Pedrinho foi apresentado no dia 17 de setembro, contrato de 5 anos, com o Furacão.

Análise – Lateral esquerdo – Pedrinho

19 anos, 1,77m. Eleito a revelação do último Campeonato Baiano. Jovem com muito potencial, um dos mais promissores em atividade no Brasil.

Na primeira temporada como profissional, fez 34 jogos com a camisa do Vitória. Jogador leve, veloz, insinuante e driblador.

 

Ao longo da temporada 21, em uma equipe desorganizada, Pedrinho conseguiu ser um dos poucos destaques.

Ofensivamente o jogador deu 1 assistência, 2 pré-assistências, 27 passes para finalizações.

Defensivamente o lateral recuperou a bola 141 vezes, o que dá uma média 7,2 a cada 90min, número muito bom para um jogador de lado de campo.

No Vitória, as valências de Pedrinho eram constantemente explorada, na progressão da equipe. Em jogadas de profundidade, apoio e rupturas.

Nitidamente podemos perceber que o jogador precisa evoluir fisicamente, ganhar força, aumentar a estrutura corporal.

Na disputa com opositores forte, leva desvantagem. É necessário perspicácia e inteligência para antecipar os lances e evitar jogadas físicas.

Muita qualidade no domínio de bola, mantendo próxima ao corpo.

Facilidade em jogar pelo meio e efetuar passes em profundidade.

Domínio e cruzamento perfeito na cabeça do atacante.

Leitura de espaços para tabelar e fugir da marcação.

HEATMAP

O mapa de calor mostra um atleta intenso no campo defensivo e ofensivo, que chega constantemente próximo a linha de fundo para apoiar o ataque.

Oportunidades 

Com o treinador Alberto Valentim, vem ganhando espaço e minutos em campo, são 6 partidas, 2 como titular, com a camisa do Furacão, média de 41min em campo.

Em 2022, provavelmente vai integrar o grupo aspirante, na disputa do Campeonato Paranaense.

Sendo preparado, para em um futuro breve substituir Abner, que deve ser negociado com alguma equipe europeia.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…