21 nov 2021 - 9h13

Com gol “à la Sicupira”, Nikão garante o bicampeonato sul-americano

Na tarde ensolarada de sábado, 20 de novembro de 2021, Montevidéu, o palco da primeira Copa do Mundo, viu o Athletico ser bicampeão sul-americano. Seguro na defesa, sem espaços para o adversário, o Furacão venceu o Bragantino por 1 a 0, com lindo gol de voleio de Nikão, aos 28 minutos do primeiro tempo.

Num jogo morno, de poucas emoções, o anfitrião David Terans foi o melhor em campo, realmente se sentindo em casa. O meia uruguaio ditou o ritmo do jogo, tentou bons arremates de média distância, exigindo trabalho do goleiro Cleiton. Inclusive o gol saiu de um rebote dado pelo goleiro, após boa defesa em chute de Terans, Nikão sicupirou! Lançou-se ao ar, acertando a bola no ar, com o corpo na horizontal, num belo chute que fez a pelota beijar o pé da trave antes de virar festa.

Nikão foi o melhor jogador em campo [foto: Alexandre Neto/Fotodojogo]
Após o gol, o Athletico fez o jogo tático, muita solidez defensiva, precisão na marcação e nenhum susto. Santos sempre seguro, nem rebote deu durante o jogo. A taça era apenas questão de tempo, foi só deixar o relógio trabalhar.

A torcida atleticana fez do Centenário sua casa, cantou, vibrou, chorou e coroou a campanha do mais vitorioso clube numa Copa Sul-Americana, foram 11 vitórias atleticanas na competição. Assim o Furacão se tornou o primeiro brasileiro bicampeão da Copa Sul-Americana, igualando-se aos argentinos Boca Juniors e Independiente.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO 1 X 0 RED BULL BRAGANTINO

Data: 20/11/2021, sábado.
Local: Estádio Centenário, Montevidéu (URU).
Horário: 17h00
Árbitro: Andrés Matonte (URU).
Auxiliares: Martin Soppi (URU) e Carlos Barreiro (URU).
VAR: Andrs Cunha (URU).
Gol: Nikão (28´/1°T).

Cartões amarelos: Léo Cittadini, Erick e Fabrício Bruno.

Público: 20.000 espectadores

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nico Hernandez (Zé Ivaldo); Marcinho, Erick (Canesin), Léo Cittadini (Nicolas) e Abner; Nikão, Renato Kayzer (Pedro Rocha) e Terans (Christian). Técnico: Alberto Valentim.

Red Bull Bragantino: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar (Luan Cândido); Jadsom, Praxedes (Gabriel Novaes) e Helinho: Artur (Leandrinho), Cuello (Alerrandro) e Ytalo (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…