14 dez 2021 - 10h03

Galo vence primeiro jogo da final

Além de ter um elenco mais forte e vir embalado pela conquista do campeonato brasileiro depois de uma fila de espera de 50 anos, o Atlético Mineiro contou ainda com a apatia e moleza do xará paranaense e impôs implacáveis 4 a 0 na partida de ida das finais da Copa do Brasil 2021.

Com gols de Hulk e Keno na primeira e Vargas duas vezes na etapa complementar, o alvinegro abriu larga vantagem e pode perder de até 3 gols de diferença para levantar o bi campeonato da competição e sacramentar um dos anos mais vitoriosos da história. Ao Furacão cabe torcer por um milagre ou que ao menos o time mostre mais comprometimento e vontade para vencer o forte adversário, mesmo que não suplante e enorme diferença de gols a ser conquistada.

CHAVES DA VITÓRIA

Se de um lado o Galo foi intenso do começo ao fim empurrado por uma torcida em lua de mel com o time, do outro o time rubro negro entrou no mesmo ritmo lento, desinteressado e morno que caracterizou o futebol atleticano no último biênio. Confuso e excessivamente burocrático, o Furacão foi presa fácil e antes dos 30’ de jogo já havia sofrido dois gols e mal passava do meio campo, errando muitos passes e se mostrando nervoso.

No começo da segunda etapa o Athletico esboçou alguma reação, conseguindo ficar mais com a bola e cercando a área do goleiro mineiro, mas sem apresentar o menor ímpeto ofensivo. Bastou o Atlético Mineiro jogar em velocidade e explorar as evidentes falhas defensivas do Athletico para que Vargas terminasse o serviço e deixasse os mineiros com as duas mãos próximas à taça.

E AGORA?

Nada mais resta ao Furacão a não ser uma ampla e completa mudança na POSTURA do time em campo. O futebol covarde, medroso e sem objetividade que infelizmente foi marca do time últimas duas temporadas terá que se substituído pelo aguerrimento e vontade de mostrar algo a mais em frente ao torcedor no encerramento do ano.

Reverter o placar diante de um adversário bilionário, muito forte e que conta ainda com arbitragens pra lá de favoráveis é uma dura missão, porém o mais importante é o time em campo respeitar seu torcedor e mostrar vergonha na cara, fibra e provar que jogam no clube onde a camisa só se veste por amor.

Quarta-feira, 21h30 todos os caminhos levam ao Joaquim Américo. Na boa ou na ruim, contigo até o fim…..e dá-lhe Athletico!!!



Últimas Notícias

Notícias

O Fanático paraguaio

Em 2010 o Athletico contratava um meia atacante paraguaio com pouca rodagem dentro de seu país e um currículo um pouco estranho. Iván González se…

Opinião

Um basta ao racismo

A Furacao.com, em nome de todos os seus colaboradores, vem a público manifestar o seu repúdio aos atos racistas cometidos por alguns torcedores na Arena…