O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
21 dez 2021 - 12h33

Ainda sobre a final da Copa do Brasil

A derrota do Furacão para o Galo, na Baixada, na grande final da Copa do Brasil, me me fez pensar que estamos no caminho certo. Diferente do que a mídia colocou, que os rivais (existem rivais nessa cidade ainda) colocam, não acho que a derrota do Club Athletico Paranaense foi devastadora, que entregamos a Copa do Brasil de 2021 sem muito esforço. É bem verdade que nosso time teve durante todo o ano uma limitação de elenco, peças que não tinham substituição à altura, setores inconstantes. OK… e qual torcedor do Athletico não sabia disso? Mas, contrariando as estatísticas dos grandes times (aqueles que têm dinheiro e torcida), tais quais Corinthians, Palmeiras, Flamengo e o Galo mineiro, entre outros, nosso time faturou mais de 75 milhões no ano. Fomos bicampeões da Sul Americana, vamos disputar Libertadores em 2022, vamos ter Recopa em 2022 e entraremos na Copa do Brasil somente na 3ª fase.

Agora sim, tendo em vista esse cenário ai em cima, começamos a explicar o que foi o jogo contra o Atlético/MG. Claro que tinham vários torcedores esperançosos, mas não nervosos. É uma situação mágica, todos aqueles torcedores que ali estavam pareciam saber qual era o seu papel e quando começou o espetáculo da abertura, acredito que a TV pode dar um pouco do gostinho do que estava por vir. Uma grande festa, com balões que ficaram coloridos em vermelho quando houve o apagar das luzes no estádio, um mosaico de incentivo ao time e o mais importante: uma torcida que não parou de cantar.

Ao final da partida, com mais um revés no jogo de volta, a torcida atleticana ofuscou a grande vitória do Galo mineiro. A Torcida do Athletico Paranaense entoou cânticos de amor ao Furacão, mostrando que gostaríamos de ter ganho sim, mas o mais importante era o amor por esse clube. Naquele momento, eu não tenho dúvidas que até mesmo as gerações mais novas, que se um dia pensaram em torcer para outro time que não o Athletico, consolidaram o amor pelo clube. Naquele momento o Clube Athletico Paranaense estava em paz. Naquele momento o Clube Athletico Paranaense ficou mais de 40 anos à frente dos rivais, tanto os da capital paranaense quanto dos que hoje ousamos “bater de frente”. Se você não estava na Arena da Baixada, nunca vai saber ou entender o que houve lá. Por que essa torcida estava enlouquecida, por que cantava tanto. Agora você, atleticano, sabe muito bem e isso não teria nenhum texto que possa representar o acontecido na noite de 17/12/2021.

E pensar que meu começo de noite, quando ia com meu sogro para o estádio, disse que estávamos indo pra uma partida que seria muito difícil, mas que ele sabia mais do que eu que a nossa década de 80 foi muito pior do que uma derrota como foi em Minas. O que estamos passando nessas últimas décadas é um sonho do passado e uma esperança para as novas glórias do futuro.

Muito obrigado, Club Athletico Paranaense.



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…