27 mar 2022 - 21h38

Athletico só empata e é eliminado do estadual

Na tarde do domingo (27) o rubro negro foi até o estádio Couto Pereira em jogo com torcida única e não passou de um empate contra o Coritiba por 1 a 1, sendo assim eliminado do Campeonato Paranaense 2022.  O Athletico volta a campo na segunda-feira dia 28 quando enfrenta de maneira amistosa a equipe do América-MG na Arena da Baixada. De maneira oficial o próximo compromisso é somente dia 05 de abril quando enfrenta o Caracás na Venezuela pela Copa Libertadores da América.

O JOGO

Novamente o Coritiba mostrou um bom padrão de jogo, organizado e compacto. O Athletico apesar de mostrar mais voluntariedade do que no primeiro tempo sonolento da última quarta-feira, voltou a ser muito lento e previsível, facilitando a marcação do alviverde que jogava pelo empate.

Entretanto o Furacão arrematou algumas vezes com perigo, especialmente com David Terans. Os laterais Daniel e Abner faziam novamente uma partida abaixo da média e davam perigosos espaços para o time da casa que foi subindo de produção e também chegando com perigo ao gol de Santos.

Aos 35´o balde de água fria: o Coritiba tocou a bola com velocidade nas costas de Abner, deixando Alef Manga (de novo ele) avançar livre e mandar um balaço no canto, abrindo o marcador para o Coritiba. O gol abalou o Athetico que seguiu errando muitos passes, tendo falhas gritantes  de posicionamento e propiciando ao menos mais três oportunidades para o alviverde matar o jogo e ampliar o placar.

As equipes não fizeram alterações no intervalo e o Athletico mostrou um pouco mais de atitude,  mas insistia nos “chuveirinhos” na área, consagrando a dupla de zaga do rival. Num cruzamento a bola bateu na mão do volante William Farias que já tinha amarelo e foi expulso. Depois de quase 5 minutos, Pablo bateu  o pênalti forte e empatou a partida. Quem esperava um Furacão impetuoso, sufocando o adversário em busca da virada (que levaria a decisão para os penais) e com um a mais em campo novamente se decepcionou. O Athletico confundia velocidade com pressa e fez dezenas de cruzamentos inúteis na área do Coxa.

Apesar das substituições feitas, o panorama não mudava, com o Athletico demorando muito na transição de jogo, jogando bolas na área alviverde a esmo e sofrendo com contra ataques do Coritiba. Em síntese, mesmo com um a mais por quase 40 minutos e necessitando de somente mais um gol para “empatar” a decisão, o goleiro Santos praticou mais defesas do que Alex Muralha!

Desordenado e pouco criativo e quando deveria dai sim ir pro tudo ou nada com bolas cruzadas e arremates de fora da área, o rubro negro passou a tocar a bola em busca de espaços inexistentes na defesa do coxa que não teve muito trabalho para segurar a partida, o empate e se classificar para a final que será contra o Maringá que eliminou o Operário.

O Athletico teve mais uma atuação preocupante!



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…