O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
12 abr 2022 - 23h25

Cadê o comandante?

Existem diversas abordagens da psicologia. Reconheço a abordagem comportamental, a psicanalítica e a sistêmica. A psicologia está em constante luta para se consolidar como uma ciência. Por não ser exata, por não ser biológica, sempre esbarra na desconfiança que é comum às ciências humanas.

Não sou psicólogo. Sou cientista. Sei que a ciência, na maioria das vezes, apresenta teses sobre a verdade. Por isso, a verdade pode ser contada de diversas formas.

Sou apaixonado por ciência e pelo Athletico. E conheci a abordagem sistêmica fazendo terapia e também nos meus estudos acadêmicos. Na psicologia, a abordagem sistêmica trabalha com leis. Existe uma que acho que possa explicar nossa situação em campo, e a paciência que devemos ter até que este time engrene. Esta lei sistêmica é a da Ordem, ou Hierarquia.

Nosso time, é verdade, se enchei de bons reforços para essa temporada. Mas aí está a primeira constatação: são reforços jovens. Vieram para crescer e aprender no clube. Montamos um cenário que atrai atletas para ter em nossa estrutura um degrau para alcançar os grandes salários e clubes da Europa. Quem tem dúvida disso, ouça a entrevista de Canobbio na Furacão Play. O jogador está acompanhado do seu pai e praticamente agradece a oportunidade de poder estar aprendendo aqui. Mais do que entregar, ele está aqui para receber conhecimento. Sabe que mais do que o salário, é isso que podemos oferecer. O clube se estruturou para isso, para atrair atletas como plano de carreira.
Por outro lado, quem em campo pode ser o nosso comandante? Os novos, acabaram de chegar. Precisam dos que estavam por aqui antes para saber qual cartilha seguir. E o clube perdeu muitos lideres dentro de campo. Nikão foi o lider no ano passado. Quase 10 anos de clube. Não precisava falar grosso, gritar, ser extrovertido. Sua liderança era tácita. Santos também era um líder que foi embora. Paulo Autuori e Lucho, El Comandante, também saíram.

A ausência de Thiago Heleno em campo, um veterano de clube e profissão, pode estar sendo um ponto que deixa o clube sem lideres, e o grupo desorientado.

Acredito que essa é apenas uma tese. Mas é algo para olharmos e ter atenção e paciência. Não conseguiremos trazer um técnico que assuma a função de liderança. Ela terá que ser exercida por diretores do clube por enquanto, e esses que darão aval para que veteranos contratados (Dedé, Hugo Moura e até Fernandinho) possam passar a exercer alguma liderança.

Por enquanto, aguardemos a volta do General e tenhamos paciência. Somos um time em formação.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…