O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
13 abr 2022 - 18h40

Fábio Carille é o cara?

Não sei se era o nome para o CAP, mas, entre ele e o “favorito” do Petraglia. Que seja ele, afinal o cara é vencedor. Foi auxiliar técnico de vários técnicos de peso do futebol brasileiro e em especial do Tite.

Lendo o seu currículo como técnico, foi: campeão paulista, Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores. Pelo currículo, fica credenciado. O problema é se ele terá tempo para arrumar a casa, já que Petráglia perdeu tempo com Alberto Valentim e com os aspirantes no paranaense, que não resultou em nada.

Isso é o que mais está preocupando o torcedor. O tempo para o novo técnico trabalhar, seja quem for, em colocar o seu modo operante em campo. Material de qualidade ele tem, se for o Carille, para implantar ou colocar uma equipe competitiva em campo. E o tempo, será o suficiente neste momento para qualquer que venha se não for o Carille que está mais próximo de um acerto?

Se realmente for Carille o nosso novo comandante, que seja bem vindo, e sejamos pacientes. Pois não tem culpa das lambanças do Petráglia. O único responsável pela atual situação do CAP, é o nosso Presidente de Clube que diz não ser adepto ao modismo, mas quer criar moda em insistir com grupo de jogadores promessas em um campeonato estadual, que se bem aproveitado, deveria ser com o grupo do elenco principal, para que possa ter a noção da qualidade técnica do grupo e da condição física de cada um, além que iria preparar o grupo com um encorpamento dos atletas, do esquema tático e o conhecimento do comandante com as características de cada atleta.

E confesso que tenho apesar do currículo dele, se é o cara do CAP, até porque terá que ser muito versátil e entender que a nossa torcida, gosta de jogo para cima do adversário e não ficar na retranca esperando um ou outro contra ataque. Não gostamos de bola de um lado para o outro no campo e sim em jogadas de profundidades e de envolver o adversário. Hoje temos jogadores que podem fazer isso e com primazia e maestria.

Como disse, tem currículo, tem material para implementar um modo de jogar ao sabor do torcedor, mas, não tem o tempo suficiente para isso, e tem um Presidente do clube que gosta de inventar. Vai ter que tirar leite de pedra como o Thiago Nunes tirou com um material infinitamente inferior que ele terá à disposição.

Boa sorte Carille, que pelo visto será você o novo comandante do CAP.

E com tudo isso que ele tem pró e contra, só posso desejar a ele, boa sorte Fábio Carille, você irá precisar, pois as lambanças no planejamento deste ano do CAP é digna de TROFÉU TABAJARA.



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…