O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
28 abr 2022 - 13h43

Como já disse, tempo é o adversário!

Como eu venho escrevendo, o tempo é o nosso maior adversário. Este momento requer muita paciência de nós torcedores, até porque o único que não podemos cobrar resultados neste momento de vitórias, é do Carille, que chegou há poucos dias e ainda está procurando acertar o time em campo.

Mas tem seus culpados, uns já foram embora do CAP e outro que faz pelo menos 27 anos que está no comando do clube, mas, vem já há algum tempo, cometendo erros de planejamento. Um deles de ficar insistindo com grupo de aspirantes que nem todos são, pois alguns já vem de profissional de outros clubes. E os resultados só foram positivos em duas temporadas, 2018 e 2019, porque em 2020, foi o grupo principal que tirou ou título da coxarada. E acredito que é uma receita que não vai mais dar certo.

E neste ano, novamente, insistiu com os aspirantes, que não ganharam nada e não chegaram a lugar nenhum, fora que o grupo principal estava sendo “orientado” pelo Alberto Valentim, que parecia ser um intocável, já que Petráglia, foi de frente aos apontamentos dos torcedores que viram que o cidadão não era e nunca foi técnico de futebol e muito menos no CAP. Só depois que levou um sonoro vexame no Morumbi do São Paulo, ele não teve mais como manter o Alberto Valentim e o demitiu, muito a contra gosto.

Trouxe o Fabio Carille, que entre o escolhido e favorito dele, Silvinho, o Carille é ano luz muito melhor. Mas, como o planejamento deste ano foi feito nas coxas, não tivemos tempo de ir atrás talvez de um profissional mais tarimbado.

Mas o Carille, apesar de tudo, está me agradando. Mudou pelo menos o modo de jogar, e se não está tendo êxito em todos os jogos, é porque o grupo principal não foi preparado adequadamente para as competições: Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores. Porque o CAT virou um spa de luxo onde nem se treinava e nem se preparava fisicamente.

E isso, como disse, é culpa do MCP e de quem estava aqui na época do planejamento para 2022.

Acredito que podemos nos classificar para outra fase da Libertadores, como também Copa do Brasil e melhorar à posição na tabela do Brasileirão. Só que vai levar tempo até o Carille arrumar a casa. E até lá vamos, vencer, empatar e perder também, coisa de um planejamento mal elaborado ou de uma insistente teimosia de não querer disputar o Paranaense com o grupo principal e dentro do Paranaense, arrumar o time para às competições nacional e internacional.

Outro assunto que chamou a atenção, foi a notícia na mídia que o MCP entrou em contato com o Felipão, espero que seja somente para trazer para substituir o Autuori e não para ficar no lugar do Carille, porque se for isso, aí não tem conserto mais, e o time vai brigar para não cair este ano. Porque ficar mudando de técnico, não vai resolver a correção de um planejamento mal elaborado e executado. E como se diz no popular “goiabada na hora do morte, mata!”.

E vou insistir em afirmar o seguinte.

Que o Petráglia fique só cuidando do patrimônio do clube como em 2001 e deixe o futebol nas mãos de quem sabe.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Resumão

Resolvi escrever o texto somente hoje… Depois do jogo do Ceará, em que o time fez uma boa partida, curiosamente não foi comandado por Felipão…

Fala, Atleticano

Expectativa

Pois é, o que tenho agora é uma expectativa em relação ao futuro do CAP neste ano. Mudamos de técnico, alguns jogadores chegaram, outros foram…