1 jun 2022 - 12h13

Terceiro técnico da temporada: comparativo entre Felipão, Carille e Valentim

Com a chegada de Felipão – que estreou há menos de um mês – ao comando da equipe atleticana, o Furacão chegou ao seu terceiro técnico na temporada. Uma série de fatores foram responsáveis pela decisão de mais uma troca no comando técnico, mas é inegável que houve equívocos no planjemento do clube, fato já assumido pela diretoria. Pode-se questionar muitas atitudes do clube, mas é óbvio que a vinda de Felipão ao Athletico fez muito bem ao clube que começa agora a engrenar de verdade em 2022.

Antes de Luiz Felipe Scolari chegar ao Athletico, comandaram a equipe Alberto Valentim e Fábio Carille. Três treinadores com perfis bastante diferentes, com propostas e discursos muito distintos, que denotaram uma certa falta de convicção para a contratação de treinadores no clube. A principal diferença entre eles: o resultado de cada um dentro das quatro linhas.

Alberto Valentim

Valentim chegou ao Athletico muito questionado. Grande parte da torcida atleticana não aprovava sua contratação. Foi contratado pouco antes do título da Sul-americana de 2021, que teve em sua conquista pouco mérito do treinador. Chegou ao clube no início de outubro do ano anterior e permaneceu até abril deste ano, completando 6 meses de trabalho. Neste período não se via muita evolução no futebol da equipe, tampouco nos resultados. Ao todo, o treinador comandou o Athletico em 28 partidas, com oito vitórias, oito empates e 12 derrotas – aproveitamento de 38%. Foi demitido após uma goleada sofrida para o São Paulo, por 4 a 0, na capital paulista.

28 jogos = 8 vitórias / 8 empates / 12 derrotas = 38% aproveitamento

Fábio Carille

Carille teve uma passagem meteórica pelo Athletico. Acredita-se que chegou ao clube já com seus dias contados e com a vinda de Felipão já encaminhada. Acabou recebendo sua inevitável demissão após a maior goleada sofrida na história do Athletico na Libertadores. Comandou a equipe por apenas 21 dias, onde teve a inconsistência como marca do seu breve trabalho. Carille comandou o Athletico em apenas 7 partidas, obtendo três vitórias e quatro derrotas – aproveitamento de 43%.

7 jogos = 3 vitórias / 4 derrotas = 43% aproveitamento

Luiz Felipe Scolari

Felipão foi contratado recentemente (10/05) e está quase completando um mês de trabalho. Contratação um pouco contestada pela torcida, mas que vem obtendo ótimos resultados. Até o momento, dirigiu o Athletico em 6 partidas, perdendo apenas uma e vencendo as outras cinco – aproveitamento de 83%. Além do aproveitamento excelente, a equipe melhorou muito em diferentes aspectos. O time progrediu tecnicamente, mas também está com uma postura diferenciada durante os jogos. Ainda há muito a evoluir, porém o Athletico já demonstra maior equilíbrio, consistência e harmonia, coisas essenciais e que estavam faltando nos comandos técnicos anteriores.

6 jogos = 5 vitórias / 1 derrota = 83% aproveitamento



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…