6 jul 2022 - 0h13

Foi sofrido! Mas o Furacão quebra a “Maldição das Oitavas” e se consolida entre os 8 maiores das Américas

Pra quem achava que seria tranquilo como o jogo de ida, não foi. Foi jogo pegado, foi brigado, foi sofrido, foi Libertadores…

No mítico Defensores del Chaco, o Athletico mais uma vez garante a passagem às quartas de final da Copa Libertadores contra um time paraguaio. Uma feliz coincidência repetindo 2005. Naquela época o maior templo futebolístico paraguaio viu nosso goleiro Diego brilhar contra o Cerro Porteño. Hoje, viu nosso menino Rômulo, piá do Caju, frio e eficiente, empatar uma partida complicadíssima e garantir a classificação rubro-negra em Asunción.

Vindo de uma vitória maiúscula por 2×1 na Baixada no jogo de ida, onde poderia ter vencido por um placar muito mais elástico, o Athletico voltou irreconhecível para o Paraguai após grande vitória no Brasileirão contra o poderoso Palmeiras. Errando muitos passes e visivelmente nervoso, o Furacão parecia desorganizado e tinha dificuldades em sair da defesa. Com exceção do primeiro lance do jogo aos 3´, onde Erick chuta cruzado para boa defesa de Martín Silva, o Athletico pouco chegou.

O Libertad tinha mais posse de bola, mas também estava pouco inspirado e não criou nenhuma jogada aguda até o final do primeiro tempo. Mas no finalzinho, o veteraníssimo e interminável Roque Santa Cruz domina uma bola na entrada da área atleticana, entra driblando sem oposição e chuta cruzado para vencer Bento. Libertad 1×0.

Fim de primeiro tempo, e no começo do segundo a apatia do Furacão não dava sinais de melhora.

Logo aos 9´, Merlini cruza na área e novamente Roque Santa Cruz aparece no miolo e testa forte para ótima defesa de Bento.

O Athletico só responde aos 23´, Vitor Roque rompe pela intermediária e fuzila para boa intervenção de Martin Silva. Única jogada de perigo desde praticamente o início do primeiro tempo. Muito pouco para quem queria a classificação no tempo normal.

Felipão mexe no time, mas a mobilidade ainda não vem, Athletico continua sem inspiração e com a troca de Hugo Moura por Matheus Fernandes (em noite ruim), abre brechas para a chegada do Libertad.

Mas eis que o inesperado acontece! Num lance um tanto fortuito e despretensioso, já aos 44´ do segundo tempo, falta na intermediária. Khellven alça bola na área, o garoto Rômulo se antecipa à zaga paraguaia e cabeceia para defesa de Martín Silva. No rebote, o próprio Rômulo balança as redes e decreta a classificação atleticana em Assunção: 1×1!

Rômulo predestinado, frio e decisivo! Vem acumulando maturidade e boas partidas pelo Furacão. Mais um que cresce em momentos decisivos e sabe aproveitar a experiência de Felipão.

Após 17 anos, o Athletico quebra a maldição e ultrapassa as oitavas de final de Libertadores!

Queria Deus que fosse no Paraguai. Queria Deus que fosse no Defensores del Chaco. E com sofrimento.

Na base do “se borremo, mas passemo”, mas o Club Athletico Paranaense se coloca mais uma vez entre os 8 maiores clubes das Américas, e aguarda para as quartas o vencedor de Estudiantes x Fortaleza na próxima quinta-feira.

Vamos por mais!

FICHA TÉCNICA

Libertad x Athletico

Local: Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção (PAR)
Data: 05 de julho de 2022, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (URU)
Assistentes: Richard Trinidad (URU) e Andrés Nievas (URU)
VAR: Carlos Orbe (EQU)
Cartões amarelos: Abner, Vitor Roque, Pedro Henrique e Matheus Fernandes (Athletico); Piris e Barboza (Libertad)

GOLS:

Athletico: Rômulo (46′ 2°T)
Libertad: Roque Santa Cruz (49′ 1ºT)

ATHLETICO: Bento; Orejuela (Khellven), Pedro Henrique, Nicolás Hernández, Abner; Hugo Moura (Matheus Fernandes), Erick, David Terans (Vitor Bueno); Canobbio (Marcelo Cirino), Cuello e Vitor Roque (Rômulo)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

LIBERTAD: Martín Silva; Piris, Viera, Barboza e Samudio; Marcelo Díaz (Campuzano), Caballero, Diego Gomez (Mendieta), Merlini (Bareiro) e Melgarejo; Roque Santa Cruz (Óscar Cardozo)
Técnico: Daniel Garnero

 



Últimas Notícias

Brasileiro

Desastre aéreo no Maracanã

O Athletico foi massacrado pelo Flamengo, que impôs 5 a 0, ao natural, nesse domingo(14), diante de 62 mil pessoas, no Maracanã, pela 22ª rodada…

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…