22 jul 2022 - 7h53

Pré-jogo – Botafogo x Athletico – Estatísticas – Curiosidade  

Depois de vencer o Atlético-GO, na Arena da Baixada, em uma atuação de gala do trio David Terans, Tomás Cuello e Agustín Canobbio. Da emoção e satisfação de poder assistir a reestréia do volante Fernandinho com a camisa do Athletico. Neste sábado, às 21h00 (de Brasília), o Furacão disputará a 19ª rodada do Brasileirão, o jogo é contra o Botafogo. O duelo acontece no Estádio Nilton Santos e tem transmissão exclusiva do canal por assinatura SporTV/Premiere.

Esse será o 51° encontro (oficial) entre as duas equipes:

HISTÓRICO DE CONFRONTOS:

• 44x Campeonato Brasileiro Série A

• 02x Copa do Brasil

• 02x Copa Sul-Americana

• 02x Robertão

HISTÓRICO GERAL:

• 24 vitórias (Athletico)

• 08 empates

• 18 derrotas

• 65 gols (Athletico)

• 63 gols (Botafogo)

ATHLETICO 1 X 1 BOTAFOGO | 1° TURNO – BRASILEIRÃO 2020

Em um primeiro tempo onde o Athletico foi mais perigoso, no contragolpe o time da Estrela Solitária acabou abrindo o marcador com Bruno Nazário, porém, a origem do lance estava impedido e o VAR anulou o gol. No segundo tempo o Botafogo tomou as rédeas da partida. Rhuan, que tinha acabado de entrar, foi derrubado dentro da área pelo colombiano Jaime Alvarado, o árbitro marcou pênalti. Victor Luís foi para a cobrança, deslocou o goleiro Santos e abriu o placar. À partir daí, o Athletico se mandou para o ataque. Conseguiu empatar aos 43 do segundo tempo com Ravanelli e teve a chance da virada aos 49, em um pênalti cobrado por Nikão, que chutou para fora e desperdiçou a cobrança.

BOTAFOGO 0 X 2 ATHLETICO | 2° TURNO – BRASILEIRÃO 2020

Aos 30 do primeiro tempo, Nikão iniciou a jogada e tocou para Carlos Eduardo que cruzou rasteiro para Renato Kayzer finalizar de perna direita e abrir o placar. A segunda etapa começou com o Botafogo se lançando ao ataque, porém, as finalizações geravam pouco perigo ao gol do goleiro Santos. Aos 3 minutos, o Furacão ampliou o placar com Léo Cittadini. O meia iniciou a jogada na intermediária, tocou para Renato Kayzer cruzar, com um leve desvio, Carlos Eduardo deixou Léo Cittadini livre para estufar as redes.

CURIOSIDADE:

O pênalti desperdiçado por Nikão na partida do primeiro turno, foi a única penalidade a favor do Athletico no Brasileirão 2020. Para efeito de comparação, em 2022, em 18ª rodadas o Furacão já teve sete pênaltis a favor.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…