14 out 2022 - 8h57

Atletiba do YouTube

No dia 1 de março de 2017, com transmissão exclusiva do Facebook e YouTube. Depois de muita polêmica, Athletico e Coritiba finalmente entraram em campo para a disputa do clássico, na Arena da Baixada.

A partida estava marcada para acontecer inicialmente no dia 19 de fevereiro de 2017, porém, foi cancelado pela Federação Paranaense de Futebol (FPF).

[Atletiba – foto – reprodução]
O motivo foi a decisão de não permitir que os times transmitissem a partida através de seus canais nas redes sociais. Dessa forma, encaminhou ordem para a equipe de arbitragem não dar o pontapé inicial enquanto as câmeras estivessem em campo.

Segundo a Federação, o contrato com a Globo vetava isso. A medida revoltou os clubes, pois o detalhe é que nenhum deles tinha contrato com a emissora, após se recusarem a assiná-lo diante de uma proposta de em torno de R$ 1 milhão de reais, tratada como ‘absurda’.

Onze dias depois, tudo deu certo, mais de 170 mil torcedores acompanharam o clássico que ficou marcado como a primeira transmissão online do futebol brasileiro – no Youtube e Facebook dos clubes.

[Atletiba – foto – reprodução]
A iniciativa só foi possível, porque ambos foram os únicos que não fecharam a venda com a Rede Paranaense de Comunicação (RPC), filiada da Globo, no Estado.

[Crysan – foto – reprodução]
O jogo, focado na Copa Libertadores, o Athletico entrou com uma equipe mista, sendo que nem Paulo Autuori, técnico do time, esteve no banco de reservas.

O responsável por comandar o Furacão foi o auxiliar, Bruno Pivetti. O jogo terminou 2 a 0 para o Furacão, com gols de Crysan e Douglas Coutinho.



Últimas Notícias

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…