8 nov 2022 - 21h07

Vamos, vamos, jogadores! Athletico só depende de si para retomar a busca pela Glória Eterna!

Vamos, vamos, jogadores! Queremos ganhar a Copa Libertadores!”

O início do mantra entoado pela torcida e repetido pelos jogadores rubro-negros ao longo da histórica campanha na Libertadores 2022 dá a tônica do que o Athletico precisa fazer para garantir uma vaga na fase de grupos da principal competição continental na próxima temporada: VAMOS, VAMOS, JOGADORES!”

Desde que eliminou o Palmeiras e garantiu vaga na final da edição deste ano, o Athletico não desempenhou bem no Campeonato Brasileiro. Nesse período, foram 11 jogos pelo certame nacional, com 3 empates, contra Avaí (fora), Cuiabá (casa) e Fortaleza (casa); 5 derrotas, para Santos (fora), Corinthians (fora), Bragantino (fora), Palmeiras (fora) e Internacional (fora); e apenas 3 vitórias, sobre Juventude (casa), Coritiba (casa) e Goiás (casa). O time vai precisar melhorar a performance caso queira garantir a permanência no G6 do Brasileirão e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2023.

Após a frustrante derrota para o Internacional no último sábado (5), o técnico Luiz Felipe Scolari destacou, em entrevista coletiva, a necessidade de “atingir mentalmente esse equipe para que eles superem essas dificuldades” e garantiu que, mesmo que com tempo exíguo, o time vai trabalhar para atingir o objetivo de somar 3 pontos diante do Atlético/GO nesta quarta (9) e chegar à última rodada em condições de garantir em casa a classificação. Para o treinador, o Furacão precisa “buscar o G6 como se fosse o nosso maior propósito de todo o ano”.

Felizmente, apesar do revés, os resultados da rodada novamente beneficiaram o Rubro-Negro e garantiram a permanência no G6. Com a derrota do Atlético/MG para o Botafogo, o Furacão segue em 6º, com 54 pontos: 2 a mais que América/MG e o próprio Galo e 3 pontos à frente do São Paulo. Botafogo e Fortaleza, com 50 e 49 pontos, respectivamente, são outros que têm chances mais remotas de tomar a posição do Athletico.

A matemática da classificação

Com apenas duas partidas restantes, o time de Felipão depende apenas de si para assegurar a vaga na fase de grupos da Libertadores 2023. O Furacão enfrenta o xará goianiense na quarta (9), fora de casa, e encerra a participação na temporada contra o Botafogo, no domingo (13), na Baixada. Se vencer as duas, o Athletico soma 6 pontos e garante matematicamente a classificação.

Também é possível obter a vaga direta para a fase de grupos somando 4 pontos nesses dois jogos. Nesse caso, o América/MG não pode vencer os seus dois compromissos, contra Palmeiras (fora) e Atlético/GO (em casa), pois, caso vença, ultrapassa o Rubro-Negro em número de vitórias e, provavelmente, também em saldo de gols. O Galo não consegue ultrapassar o Athletico nessa hipótese, pois chegaria aos mesmos 57 pontos do Furacão, mas com uma vitória a menos.

Uma hipótese menos provável, mas possível, é que o Furacão consiga garantir o G6 com uma rodada de antecedência. Caso América/MG, Atlético/MG e São Paulo não vençam seus confrontos na 37ª rodada, uma vitória sobre o Dragão confirma a vaga antecipada do Athletico.

Portanto, VAMOS, VAMOS, JOGADORES! O tempo de sonolência acabou. Agora é tudo ou nada!



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…