23 jan 2023 - 13h07

Uma nova Aurora para o Furacão

A partida entre Athletico e Maringá realizada no último sábado, na Arena da Baixada, pela 3ª rodada do Campeonato Paranaense, foi um marco na vida da pequena Aurora, de 5 anos. Acompanhada da mãe, Jéssica, a menina esteve no estádio do Furacão para sentir de perto a emoção das arquibancadas. Na semana passada, a garotinha presenciou o jogo do rival Coritiba contra o Aruko, no Couto Pereira, pois estava indecisa sobre para qual time torcer. E depois de ambas as experiências, está sacramentado: o coração da Aurora é Rubro-Negro.

Em entrevista exclusiva para a Furacao.com, mãe e filha contaram como foi a jornada e explicaram os motivos de Aurora ter escolhido o Athletico. Confira:

Por que você teve a ideia de levar a Aurora nos dois jogos para que ela escolhesse um dos times para torcer?
Então, eu sou amazonense, mas moro no Paraná há nove anos. Quando vi um tweet anunciando os jogos de público exclusivamente feminino e infantil, pensei que seria uma oportunidade de conhecermos os dois clubes, tanto eu, quanto Aurora. Como eu não conhecia os espaços, nem a trajetória dos times, acreditei que seria uma boa oportunizar a minha filha a experiência de assistir aos jogos, sem impor a escolha de um ou outro. Os eventos foram importantes tanto para ela, quanto para mim.

Quais foram as impressões (mãe e filha) sobre os estádios, torcidas, estrutura?
Show demais! Os estádios são de fácil acesso e bem sinalizados, ambientes limpos (banheiro principalmente), eu me senti segura e bem orientada. As torcidas são um show à parte, um espetáculo. As meninas puxando a bateria, cantando as músicas dos seus times, coreografadas, foi lindo de ver. Eu e Aurora ficamos extasiadas pela festa, ela até tentava imitar um pouco, achei a coisa mais linda, rs.

Para qual time você torce? A decisão da Aurora pesa em alguma decisão sua?
Como disse, sou amazonense, e lá os times cariocas são muito fortes, então fui “doutrinada” a favor do Gigante da Colina (Vasco). Só que estamos no Paraná, Aurorinha é nascida em Curitiba e aqui tem muita representatividade no futebol. Então, em busca de um espírito de pertencimento regional para a minha filha, sugeri que ela decidisse por si qual time ela se identificaria mais, sem ligar para quem eu torço.

E por que a Aurora escolheu o Athletico?
Ela ficou muito indecisa: “Mamãe, eu gostei muito dos dois, mas se for pra escolher um, eu gostei mais do Athletico.” A indecisão nasceu primeiramente porque uma grande amiga da família é super coxa-branca e a professora de judô também, daí fomos ao jogo, ela amou as músicas do Coritiba e se empolgou com o Vovô Coxa. Já no jogo de sábado (21), ela ficou fascinada pela grandiosidade do estádio, pelas cores do time (ela ama vermelho) e também pela atenção que o Athletico deu a ela, tanto com a entrevista na Furacão Live quanto a camisa personalizada. Ah, sem falar no Fura-cão, rs.

Aurora ficou encantada pelo Fura-Cão!

O que vocês acharam da Arena e do comportamento da torcida?
A estrutura é gigante, o acesso foi super tranquilo, mesmo com mais de 30 mil mulheres e crianças, é coisa de primeiro mundo. Fora aquela rivalidade comum de toda torcida, não houve nada que nos desagradasse ou deixasse desconfortável, muito pelo contrário, estava lindo demais, e o melhor: sem confusão.

Qual a reação da Aurora ao entrar nos estádios? Ela já conhecia outros? E você?
“Nossa mãe, grandão aqui né? Quero sentar lá pertinho do campo.” Infelizmente a gente entrou meio em cima da hora e não conseguimos chegar mais pertinho, mas ela amou de qualquer forma. O primeiro contato da Aurora com estádio de futebol foi no Couto, na semana passada, e agora na Arena. Eu já tinha ido no São Januário (RJ) e no Ibirapuera (SP), entretanto antes da Copa do Mundo de 2014, então é como se tudo fosse inédito para nós duas.

Depois dessa experiência, pretendem continuar frequentando a Arena?
Eu me senti segura e acolhida, foi uma ótima experiência. Senti que é um local seguro para frequentarmos. Temos certeza de que voltaremos à Arena em outros jogos.

Se não fosse essa iniciativa (jogo só com mulheres e crianças, ingresso simbólico), teria levado a Aurora a algum jogo da dupla ATLETIBA? O quanto isso pesou para ela ir ao jogo e se tornar uma torcedora atleticana?
Acredito que essa experiência seria sim vivida em algum outro momento, mas não tão cedo. O fato de que, nessa ocasião, o acesso aos estádios foi exclusivo a mulheres e crianças me deixou mais confortável e serviu para eu desconstruir a ideia de insegurança. A Aurora vendo todas aquelas mulheres e crianças gerou a noção de que ela, como menina, pode sim gostar de futebol, pode torcer para um time, ter o sentimento de pertencimento, e isso foi, com certeza, fundamental nessa escolha.

Soubemos que a Aurora, mesmo antes de ir a esses jogos, já gostava de acompanhar o futebol. De onde vem esse amor pelo esporte?
Aqui em casa o futebol não era nosso forte. O avô da Aurora, meu pai, até gostava de futebol, mas o negócio mesmo era automobilismo, principalmente F1 e Nascar. Daí certo dia estávamos passando os canais e ela ficou muito empolgada com um amistoso da Seleção Brasileira Feminina de Futebol contra o Canadá, depois disso ela quis assistir a todos os jogos da Copa do Mundo, chorou quando o Brasil perdeu, daí passou a torcer pela Argentina e pelo Messi (o outro avô era Argentino). O amor pelo futebol só vem crescendo e ela até joga super bem, rs.

Em ambos os jogos/estádios, quais são os seus destaques positivos e negativos?
A princípio, eu não frequentava os estádios por insegurança gerada pela rivalidade, alguns momentos exacerbada, das torcidas, medo da violência mesmo. Daí vem o destaque positivo: na ocasião das visitas aos estádios, em momento algum eu me senti insegura para estar ali com a minha filha, e pra gente isso é o principal. Destaque negativo eu só consigo pensar nas filas para compra das comidas e bebidas e também estou até agora me perguntando o porquê daquele teto da Arena estar fechado, meu Deus, que calor, rs! Ou seja, os pontos negativos não chegaram nem perto dos positivos, pois foi uma experiência incrível!



Últimas Notícias

Torcida

Uma nova Aurora para o Furacão

A partida entre Athletico e Maringá realizada no último sábado, na Arena da Baixada, pela 3ª rodada do Campeonato Paranaense, foi um marco na vida…