18 mar 2024 - 16h20

CENTENÁRIO: 2017- Decepções que abriram caminho para o sucesso

Depois de uma temporada de sucesso em 2016, incluindo as conquistas do Campeonato Paranaense e uma vaga para a Copa Libertadores da América via Brasileirão, os torcedores esperavam grandes performances na temporada 2017.

Sob o comando do experiente e vitorioso treinador Paulo Autuori, um elenco formado por grandes nomes com o goleiro Weverton, o lateral Jonathan, os zagueiros Thiago Heleno e Paulo André, os volantes Otávio e Lucho González e os atacantes Nikão, Eduardo da Silva e Grafite.

Entretanto, para a surpresa e decepção da torcida rubro-negra, 2017 acabou se revelando um ano de campanhas modestas incluindo alguns sustos ao longo do caminho.

CAMPEONATO PARANAENSE

Para iniciar a temporada 2017, o Furacão optou por uma equipe formada por jovens jogadores nas primeiras rodadas do Campeonato Paranaense.

Depois de resultados oscilantes nas primeiras rodadas da competição, os principais atletas do elenco foram acionados e o Athletico encerrou a primeira fase na 8ª colocação com duas vitórias, 6 empates e 3 derrotas em seus 11 confrontos.

Na primeira fase do Campeonato Paranaense, destaque para a vitória pelo placar de 2×0 no Athletiba disputado no Couto Pereira no dia 1º de Março de 2017.

Na semifinal, uma vitória sobre o Londrina pelo placar de 2×1 na Arena da Baixada foi seguida de uma derrota pelo mesmo placar no Estádio do Café. Na disputa de pênaltis, vitória do rubro-negro por 5×3 com o atacante Luis Henrique convertendo a penalidade decisiva.

Porém, uma derrota por 3×0 para o Coritiba na Arena da Baixada e um empate sem gols no Couto Pereira impediram que o Furacão conquistasse o bicampeonato estadual.

COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA

Classificado para a chamada pré-Libertadores, o Athletico Paranaense superou os colombianos do Millionarios e também os paraguaios do Deportivo Capiatá para avançar à Fase de Grupos da principal competição da América do Sul.

No confronto eliminatório com o Millionarios, vitória pela contagem mínima na Arena da Baixada, do gol centroavante Grafite, seguido de uma derrota pelo mesmo placar em Bogotá levou a decisão para a disputa de penalidades máximas.

Na disputa, uma vitória por 4×2 com o meia-atacante Felipe Gedoz convertendo a cobrança decisiva,

Na sequência, um empate emocionante em 3×3 na Arena da Baixada e uma vitória pela contagem mínima no Estádio Erico Galeano Segovia, em Capiatá, asseguraram a classificação para a Fase de Grupos da Libertadores da América.

Na Fase de Grupos, o Furacão enfrentou San Lorenzo, Flamengo e Universidad Católica no Grupo 4.

Em um dos grupos mais competitivos daquela edição, o Furacão acumulou 10 pontos com 3 vitórias, 1 empate e duas derrotas em 6 partidas e assegurou a segunda posição no grupo e a classificação para as oitavas-de-final.

Durante a campanha, destaque para a vitória sobre a Universidad Católica pelo placar de 3×2 no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, pela 6ª e derradeira rodada do Grupo 4. Pelo Athletico, marcaram gols Eduardo da Silva, Douglas Coutinho e Carlos Alberto.

Entretanto, a campanha se encerraria nas oitavas-de-final, com o Furacão sendo derrotado pelo Santos por 3×2 na Arena da Baixada e então eliminado do torneio com uma segunda derrota pela contagem mínima na Vila Belmiro.

MUDANÇAS NO COMANDO TÉCNICO

Em 23 de Maio de 2017, depois da perda do Campeonato Paranaense e da conquista da classificação no Grupo 4 da Copa Libertadores da América, Paulo Autuori deixou o cargo de treinador para se tornar Diretor de Futebol.

Eduardo Baptista foi anunciado como novo comandante do Athletico Paranaense na mesma data.

Sob o comando do novo técnico, o Furacão iniciou a campanha no Campeonato Brasileiro e acabou vencido pelo Santos no primeiro confronto válido pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América.

Em razão de maus resultados, o treinador foi demitido depois de 13 partidas e substituído por Fabiano Soares, que comando o Furacão na segunda partida diante do Santos, durante toda a campanha na Copa do Brasil e no restante do Brasileirão.

COPA DO BRASIL

Em razão de sua participação na Copa Libertadores da América, o Athletico ingressou na Copa do Brasil diretamente nas oitavas-de-final.

Diante do Santa Cruz, primeiro adversário na competição, empate sem gols no Estádio do Arruda e classificação depois de uma vitória tranquila pelo placar de 2×0 na Arena da Baixada, com os gols marcados por Nikão e Lucho González.

Porém, a participação rubro-negra na Copa do Brasil terminaria nas quartas-de-final, quando o Furacão encarou o Grêmio.

Na Arena do Grêmio, goleada do tricolor gaúcho por 4×0 e o Athletico seria definitivamente eliminado com uma nova derrota pelo placar de 3×2 na Arena da Baixada.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Depois de um 6º lugar no Campeonato Brasileiro 2016, o rubro-negro decepcionou os torcedores e terminou o Brasileirão somente na 11ª posição colocação com os 51 pontos conquistados em 38 partidas disputadas.

No Brasileirão 2017, foram um total de 14 vitórias, 9 empates e 15 derrotas para o Furacão, que marcou 43 gols nesses 38 confrontos e sofreu 45.

Durante a campanha, destaque para a goleada por 5×0 sobre o Avaí na Arena da Baixada em 3 de Agosto de 2017.

 



Últimas Notícias

Brasileirão A1|Opinião

NEM 8, E NEM 80

O título do que será relatado abaixo, resume muito o sentimento desse ilustre torcedor quem vos escreve.   Na noite de ontem o Furacão entrou…