16 jun 2024 - 18h49

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco.

Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio viria, como sempre em jogos do Flamengo, do senhor do apito, sujeito com vasto histórico de “falhas” e erros grotescos, que o levam a estar SUSPENSO pela Conmebol. Mas é sempre o queridinho dos jogos do rubro-negro do Rio.

O Athletico veio a campo com uma formação com 4 volantes, com Felipinho no lugar de Zapelli. Madson também foi o escolhido para o lugar de Leo Godoy.

O Flamengo também veio precavido, com uma formação com 4 zagueiros de oficio.

E o equilíbrio marcou a maior parte da partida, com oportunidades para ambos os lados.

O primeiro tempo acabou sem grandes chances de gol para os dois times.

Na segunda etapa Cuca lançou Cuello no lugar de Felipinho.

Aos 23 da etapa final, começou a brilhar o decimo terceiro jogador rubro-negro. Aqueles que vestiam amarelo. Gabigol finaliza impedido para o gol. O bandeira ansioso confirma o gol, que é posteriormente anulado pelo VAR.

Aos 43, Julimar faz grande jogada pela direita e finaliza. David Luiz faz uma grande defesa. O fato é que ele não era o goleiro. O craque Daronco sinaliza “mão junto ao corpo” em clara e manifesta decisão de que foi lance normal. O VAR, novamente ele, talvez envergonhado, chama para revisão, pois até quem estava fora do estádio viu a mão na bola.

Pênalti para o Athletico.

Fernandinho cobra como o craque que é e anota: Athletico 1 x 0 Flamengo.

Daronco, que havia sinalizado 4 minutos, aponta 7, após a revisão do VAR.

Mas era evidente que deixaria o jogo rolar enquanto houvesse esperança de gol do Flamengo.

E assim foi. Com 9 minutos de acréscimo ele autoriza cobrança de escanteio. A zaga atleticana falha uma vez mais e Ewertton empata. Athletico 1 x 1 Anderson Daronco.

Foram ainda expulsos o técnico Cuca e o auxiliar Cuquinha, por reclamação.

O coro de “a CBF é a vergonha do Brasil” ecoou mais uma vez na Baixada. E sempre contra ele, o amado pela mídia e sempre favorecido pela CBF.

Com o empate, o vai a 17 pontos e permanece na quarta colocação.

O próximo adversário é o Botafogo, no Nilton Santos, na quarta feira, as 19h.

 

 



Últimas Notícias

Sul-Americana

Tá ruim mas tá bom

Pela repescagem (ou playoff) da Sul-Americana, no Paraguai, Cerro Porteño 1 x 1 Athletico. No segundo jogo de Martin Varini no comando técnico do Athletico,…