26 jun 2024 - 21h07

Nada é tão ruim que não possa piorar.

Pela rodada 12 do Brasileirão, no Mineirão, Cruzeiro 2 x 0 Athletico.

Em mais uma semana confusa, após o pedido de demissão do treinador Cuca, o Athletico foi comandado novamente por interino. Desta vez o escolhido foi Juca.

E o roteiro da partida estava escrito antes mesmo da bola rolar.

O Athletico veio a campo com praticamente a mesma formação do jogo contra o Corinthians, somente com Julimar no lugar de Cuello, contundido.

Julimar até tentou, mas a desorganização do time do Athletico era visível.

Nem mesmo os rodados Fernandinho e Nikão conseguiram dar um mínimo de padrão tático à bagunça instaurada no time rubro-negro.

Sem nenhum lance de perigo durante todo o primeiro tempo, o domínio do Cruzeiro foi total.

E o gol veio logo aos 14 minutos, após nova falha de Kaique Rocha.

Para o segundo tempo, Juca tentou a alteração corriqueira: Sai Godoy para entrar Madson. Pouco adiantou.

A desordem tática e a falta de personalidade do time do Athletico era ainda pior do que nos últimos jogos.

Juca promoveu a entrada de João Cruz, Pablo, Zepelli e o inexplicável Zé Vitor.

Nada funcionou.

E como não podia deixar de acontecer, mais um gol nos acréscimos.

Mas desta vez o jogo já estava decidido mesmo antes de começar. Vitinho anotou aos 45, após nova lambança da zaga rubro-negra. Cruzeiro 2 x 0 Athletico.

A queda vertiginosa na tabela devido à incapacidade técnica e tática da equipe parece não ter data pra terminar.

A chegada de um novo treinador é urgente, assim como de reforços de qualidade. Caso contrário, o ano pode ser marcado por mais um vexame histórico de um time centenário.

O Athletico volta a campo no domingo, as 18:30, no Barradão contra o Vitória.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Aleluia!

Pela rodada 13 do Brasileirão, no Barracão, Vitória 0 x 1 Athletico. Vindo de uma sequência horrorosa de resultados o Athletico precisava se recuperar no…