10 fev 2008 - 19h07

Árbitro Adriano Milczvski teve péssima atuação

O árbitro Adriano Milczvski, responsável por apitar Atlético x Londrina neste domingo, teve um péssimo desempenho no jogo. Fraco no aspecto disciplinar, Milczvski permitiu que o jogo tivesse várias jogadas violentas. Ele não advertiu os jogadores sequer verbalmente. Mostrou apenas quatro cartões amarelos, sendo três por faltas cometidas e um por reclamação.

Mas o desempenho do árbitro interferiu no jogo em lances decisivos. Na primeira etapa, deixou de marcar uma falta clara do zagueiro Senegal no atacante Marcelo Ramos, que resultaria em um lance de grande chance para o Atlético abrir o marcador e certamente levaria o jogador londrinense a ser advertido com cartão. Logo depois, ele deixou de marcar um pênalti do zagueiro Rafael Tavares, que cortou um cruzamento na área colocando a mão na bola.

Depois do jogo, o atacante Marcelo Ramos admitiu que perdeu a paciência com os erros da arbitragem, mas conversou com Claiton e teve cabeça fria para evitar reclamações exageradas e se tornar um alvo para expulsão.

Este foi o segundo jogo do Atlético apitado por Adriano Milczvski, que também foi o árbitro do jogo em que o Furacão venceu o CAC/Lusa por 4 a 1. O observador do jogo foi o ex-árbitro José Carlos Meger. Ele será responsável por fazer um relatório da atuação de Milczvski, que saiu de campo escoltado pela Polícia Militar.



Últimas Notícias