O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
8 ago 2016 - 10h49

Alterar esquema. Hora de voltar ao passado

Tenho evitado de expor comentários neste espaço pois o que leio aqui, o que vejo no estádio, ou em comentários em outros espaços me desanimam em abrir discussões.

Porém, ao analisar as recentes partidas do nosso amado Furacão, as atitudes de nossa diretoria e a de dirigentes de outros clubes, a situação dos clubes nacionais, das categorias de base e os jogos da seleção olímpica, sinto que posso ousar em opinar.

Primeiro quero falar dos acertos do nosso clube e de algumas qualidades mal aproveitadas. Depois quero citar alguns equívocos e cutucar nossa torcida.

Um dos grandes acertos desta diretoria é investir em jogadores criados no clube e se reforçar de jogadores não tão conhecidos. Manter um teto salarial, também é importante para não gerar uma guerra de egos.

Oras(e aí faço crítica à nossa torcida) como queremos reforços se não ajudamos a investir? Não nos associamos? Sem dinheiro não há time. A torcida precisa parar de querer um ‘time forte’ para somente então aderir ao plano de sócio.

Demais a mais, quem garante que reforços caros, jogadores já conhecidos, se encaixariam no clube?

Outro elogio que faço, temos uma das melhores bases do futebol brasileiro, e nosso elenco possue peças para todas as posições, seja dos jogadores normalmente relacionados, ou de garotos que ainda estão no time de ‘baixo’.

O grande defeito do nosso Atlético, e isto já vem de algum tempo, é este esquema tático (atualmente usado pela maioria dos clubes do Brasil), e a insistência que jogadores façam funções nas quais não possuem nenhum tipo de capacidade, queimando o jogador com a torcida e, infelizmente, matando sua autoconfiança. Cito como exemplo mais sintomático, Marcos Guilherme, que tem um drible excelente, velocidade, e pode definir o jogo em um lance, desde que usado da maneira certa. Colocar o moleque para acompanhar lateral de adversários, para jogar preso na ponta, para brigar em bola aérea acabou com seu futebol.

Tivemos dois volantes que poderiam ser da seleção. Porém, alguém achou que no futebol atual todos os jogadores precisam ser multifuncionais, fazer diversas funções com qualidade, e assim, Deivid que era um dos melhores 1º volantes quando assumiu a titularidade no clube (e hoje é reserva inclusive de Rosseto e Marcão) e Otávio (que continua em alta com a torcida sabe se lá porque) pois deixou de ser o melhor ‘ladrão de bolas’ do Brasil, antes da seleção olímpica, tornando se um jogador comum.

Nosso clube possue jogadores para todas as funções, mas é urgente que sejam escalados corretamente. De nada adianta termos Vinicius, Cabral, João Pedro, se a armação das jogadas saem dos pés dos volantes. Não adianta termos bons pontas, se eles ficam esperando a bola chegar com qualidade, estáticos, facilmente anuláveis, em suas posições; não adianta termos Walter e André Lima (e alguns bons nomes na base que ainda não tiveram chance) se eles não recebem bolas e precisam sair da área para receber bolas e pior, Walter tem muita qualidade fora da área, porém fica nulo se não tiver ninguém para receber sua jogada.

Por isso nosso ataque tem sido extremamente ineficiente.

Quanto ao setor defensivo… Só não tomamos mais gols porque os zagueiros são bons e os goleiros também, além de contar com um pouco de sorte. Isto não os exime de algumas falhas individuais. Porém, em um time que os laterais titulares são horríveis na marcação, e os volantes não fazem cobertura, se preocupando em ‘armar jogadas’ o baixo índice de gols sofridos é responsabilidade sim dos zagueiros e do goleiro.

Agora, vamos aplaudir nosso clube, e nossos atletas, pois estamos na parte de cima da tabela, fizemos uma boa primeira liga e ganhamos o campeonato paranaense, por mais que para alguns fosse obrigação e outros (como eu) que achava melhor utilizar o time de base para avaliar elenco.

Com uma pequena alteração tática, com jogadores jogando com mais humildade e simplicidade, e sendo escalados cada um em sua função o Atlético tem um potencial enorme.

Ouso até sugerir (o que é fácil com o traseiro no sofá). Abandonem este esquema de meia atacantes/pontas, em jogos em casa. Façam nossos volantes se preocuparem mais em marcar e em cobrir os laterais (que apoiam bem) e deixem que os meias, os pontas e os atacantes cumpram suas funções,

Por último, chega de jogadores com muitas funções, vejam os recentes fiascos de nossa Seleção. Está na hora de voltar a usar esquemas tradicionais como 4 4 2, etc…e cada jogador fazendo somente aquilo que sabe.

Vamos torcer. Nosso clube tem potencial.



Últimas Notícias