6 maio 2019 - 19h36

A matemática do Grupo G da Libertadores

O Athletico vai a campo nesta quinta-feira, dia 09/05, às 21:30 (horário de Brasília) para enfrentar o Boca Juniors em Buenos Aires. O rubro-negro é a única equipe do grupo com a classificação garantida matematicamente, e vai para o confronto buscando garantir o primeiro lugar na classificação e assim poder decidir a fase de oitavas-de-final dentro da Arena da Baixada. Confira abaixo os possíveis cenários para a classificação do grupo.

Athletico

O Furacão garante a liderança da chave com uma vitória ou empate no confronto com o Boca Juniors. Em caso de derrota para o time argentino, a equipe Xeneize garante a liderança do grupo e o Athletico fica na segunda posição.

Boca Juniors

Precisa da vitória sobre o Athletico para conseguir a classificação na liderança do grupo, mas com um empate garante o segundo lugar. Em caso de derrota, a tradicional equipe argentina tem chance de ser eliminada, caso a partida entre Jorge Wilstermann e Tolima, na Bolívia, tenha um vencedor que consiga superar a diferença de saldo.

Tolima e Jorge Wilstermann

Ambos tem chances remotas de classificação. Um empate entre as equipes elimina ambas automaticamente. Se o jogo tiver um vencedor, este precisa torcer para que o Athletico vença o confronto contra o Boca Juniors e, ainda, terá de conseguir tirar uma significativa diferença de saldo em relação aos argentinos (7 gols no caso do Tolima e 11 no caso do Jorge Wilstermann).



Últimas Notícias

Notícias

Cadê a torcida?

As médias de público do Athletico vem diminuindo ano a ano desde a reinauguração da Baixada pós Copa do Mundo e de maneira mais forte depois…

Fala, Atleticano

UTILIDADE DO VAR

O que representava uma esperança para a correção dos erros de arbitragens no futebol profissional, está se constituindo não apenas em uma frustração para esse…