18 jan 2020 - 19h11

Furacão derrota o União por 3 a 1 na estreia do Paranaense

O Furacão estreou no Paranaense com vitória. Em partida realizada em Francisco Beltrão, o rubro-negro conquistou seus primeiros três pontos após vencer por 3 a 1 o time do União.

Primeiro tempo

A equipe da casa começou tentando pressionar o Furacão, sobretudo com ataques pelo lado esquerdo da defesa atleticana, entretanto Abner e Danilo Boza conseguiram neutralizar bem as investidas.

Ofensivamente, o time atleticano não conseguia produzir. Atuando num 4-4-2 sem centro avante de ofício e com os laterais bastante recuados, o time do Athletico teve dificuldades para trabalhar a bola e abusou da ligação direta nos primeiros minutos de jogo.

Na primeira investida rubro-negra, entretanto, veio o gol. Após chute de Jaderson, o goleiro do União fez boa defesa com o pé, mas no rebote a bola sobrou para Pedrinho marcar seu primeiro gol com a camisa do Athletico.

Após o gol, a equipe do União se lançou ao ataque, dando mais espaço para a velocidade dos jovens atleticanos. Aos 15 minutos o goleiro Anderson achou Denner livre no meio de campo. Ele avançou e fez belo lançamento para Pedrinho, que quase ampliou para o Furacão.

O União voltou a equilibrar as ações após os 19 minutos, porém sem conseguir criar grandes chances. Após a pausa para hidratação dos atletas, foi o Athletico quem criou a primeira chance. Em recuperação de Leo Simas pela direita, o lateral atleticano cruzou para Pedrinho na pequena área e o zagueiro do União fez corte providencial para evitar o segundo gol do Athletico.

A partir de então o jogo permaneceu equilibrado, porém muito concentrado no meio de campo, sem chances reais de gol, com o resultado permanecendo em 1 a 0 para o Furacão.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Athletico voltou sem alterações. O time da casa aproveitou o fato de que os dois laterais atleticanos estavam com cartão amarelo e usou os lados para criar suas jogadas. Mas foi num chute de longa distância que o União conseguiu o empate, aos 10 minutos, após falha grotesca do goleiro Anderson.

O time do Athletico seguia tendo dificuldades na criação de jogadas, por isso o treinador Eduardo Barros promoveu aos 15 minutos a primeira alteração, colocando Elias Rezende no lugar de Boselli. A alteração surtiu efeito e o Furacão melhorou em campo.

Aos 25 minutos, após bom cruzamento de Christian na área, Danilo Boza cabeceou por cima do gol. Aos 28 minutos foi a vez de Jaderson cruzar e encontrar Pedrinho na área. O atacante atleticano dominou no peito e bateu muito forte, exigindo bela defesa do goleiro do União. Na cobrança de escanteio, após o goleiro afastar a bola, o zagueiro do time da casa tentou dominar a bola, mas jogou ela de volta para a área. Danilo Boza desviou de cabeça e Pedrinho, esperto no lance, concluiu para o gol e colocou novamente o Athletico em vantagem.

O gol foi um balde de água fria nos donos da casa e o Athletico passou a dominar amplamente as ações em campo. Aos 35 minutos Eduardo Barros fez mais uma alteração, colocando Kleiton no lugar de Denner. Logo após a substituição, o Furacão quase ampliou o placar em escanteio cobrado na pequena área, encontrando Danilo Boza. O zagueiro atleticano testou forte e a bola explodiu no travessão.

Aos 37 minutos, quase o empate do time da casa. Após vacilo do zagueiro Walber, o atacante do União recuperou a bola no campo de ataque, mas demorou para concluir e permitiu que a zaga atleticana recuperasse a posse.

Aos 40 minutos, após bela troca de passes, Pedrinho cruzou na área para Christian, porém o jogador atleticano dominou mal e finalizou por cima do gol. Aos 42, porém, não houve perdão para o União: Kleiton fez linda jogada individual pela esquerda, deixando dois marcadores para trás e marcando um golaço para dar números finais à partida.



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…

Fala, Atleticano

O pior Atletiba que eu vi

Olha, foi “tenso” assistir o Clássico… Sóbrio , ver o jogo, nem pensar… Jesus, que “Show de Horrores” !!!! Uma equipe, tentando jogar apesar de…