O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
19 jun 2016 - 10h55

O sentimento de indiferença

Um dos piores sentimentos de uma pessoa em relação a outra ou alguma coisa, é a indiferença, pois significa a falta de cuidado, de consideração, além do descaso e desdém.

Quem gosta de futebol, sabe que isso vem ocorrendo com a Seleção Brasileira de Futebol, motivo de outrora parar cidades, mover multidões apenas por causa de uma partida e nem precisava valer alguma coisa, amistoso já era suficiente para se reunir e torcer pelo orgulho nacional.

Hoje? A grande maioria dos torcedores nem se importam com a Seleção, não estão nem aí para o que acontece, para os jogos e para os vexames. Sem contar que é motivo de críticas ter o jogador convocado, pois prejudica o clube que ele ama, torce, vibra e se entrega. Antigamente, ter o jogador na seleção era um título.

Por que isso aconteceu? De quem é a culpa?

Ora, a culpa é exclusivamente dos seus dirigentes que mudaram totalmente o foco, o futebol está longe de ser o interesse dos corruptos que comandam a Confederação Brasileira de Futebol, reflexo dos comandantes das Federações Estaduais de Futebol e dos Clubes de Futebol com raríssimas exceções. E o futebol é o reflexo da política nacional que é o reflexo da população também com raras exceções.

A onde quero chegar? O processo de indiferença com a Seleção Brasileira está acontecendo com o Clube Atlético Paranaense.

Outrora, se orgulhava das suas raízes, sua história, suas cores, o estádio Joaquim Américo era pobre, mas era rico de emoção, de fazer qualquer um tremer, adversários muitos superiores ficavam do mesmo nível do raçudo Atlético diante de sua torcida, apanhavam e voltavam tontos para casa.

Passado alguns anos, o melhor estádio do Brasil era nosso, motivo de orgulho, tinha nossas cores, fomos campeões brasileiros, varremos o Brasil e a América, estávamos no caminho certo: do crescimento, dos títulos, da união e tudo isso com a alma atleticana que não tem igual. Era só manter, ninguém segura esse Clube unido, tínhamos alcançado o sucesso e a felicidade, ficamos ainda maiores, mandamos no estado do Paraná e batíamos de frente com qualquer um. Os títulos eram questão de tempo.

Mas, o dirigente do Atlético, cercado de puxa sacos, acreditou que era deus e o dono do Atlético. Pregou a desunião e surtou. Se hoje, o Atlético ESTÁ sem alma, ESTÁ sem emoção, ESTÁ sem foco no futebol a culpa é exclusivamente do senhor Mario Celso Petraglia. ESTÁ porque a melhor torcida do Brasil nunca deixará o sentimento de indiferença ser maior que o sentimento de amor pelo Rubro-Negro.

O ”está” vai passar, a indiferença não será consumada e voltaremos a ser unidos e fortes com orgulho de nossa bela história, das nossas cores e seremos o Atlético que amamos, invencível no Caldeirão e soprando forte mundo a fora!

Não deixemos que velhacos nos afastem do Furacão! VOLTAREMOS!



Últimas Notícias

Opinião

Aha, uhu, o Maraca é nosso!!!

Toda a pessoa que se diz apaixonada por futebol deve um dia conhecer o Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã e ontem meu…

Notícias

Cadê a torcida?

As médias de público do Athletico vem diminuindo ano a ano desde a reinauguração da Baixada pós Copa do Mundo e de maneira mais forte depois…