23 mar 2022 - 22h30

Em noite pouco inspirada, Athletico perde o clássico na Arena

Alguma transpiração.
Pouca inspiração.
Bastante DESATENÇÃO.

Numa partida em que dominou amplamente, e diante de mais de 21 mil pessoas, o Athletico acaba derrotado pelo Coritiba em função de duas falhas infantis de posicionamento da defesa. Não fez valer o mando de campo e a força de sua torcida, e acabou derrotado em casa pelo maior rival.

Mais uma derrota do escrete de Alberto Valentim, e a paciência da torcida, que já andava curta, parece que se esgotou de vez.

 

Primeiro Tempo

O jogo começou a mil por hora. Os dois times jogando bastante abertos e buscando o ataque a todo tempo. Uma partida muito boa de se assistir, e que fugiu da tônica dos últimos Atletibas.

Numa destas investidas, David Terans cai na área aos 2´min, e o juiz manda seguir.

O lá e cá continua, e numa bola roubada no ataque do Athletico, o Coritiba em 4 toques e bola longa, abre o marcador.

Alef Manga, sozinho na direita, nas costas de Abner chuta cruzado para vencer Santos. 1×0 pro Coritiba.

O Athletico acorda. Aos 15´ minutos Jader entra pela direita, cruza para Pablo que apenas escora para El Rey Terans fuzilar. 1×1!

Terans inclusive que, sendo escalado em sua posição de origem (meia-atacante centralizado), foi o melhor do Furacão em campo. Criou, lançou, finalizou. Aos 16´ num cruzamento de Davi, faltou pouco para o uruguaio marcar.

O Coritiba também ataca. Bola alçada na área aos 17´, Igor Paixão cabeceia para baixo e obriga Santos a uma grande defesa.

O jogo, que havia começado com uma grande intensidade, esfria.

Até que aos 43´ após um chutão de Muralha, Thiago Heleno perde no corpo para Alef Manga, que faz o segundo dele e do Coritiba na partida. 2×1 para os rivais.

 

Segundo Tempo

O segundo tempo começa e o Athletico inicia sem inspiração. Até que Alberto Valentim saca Jader para a entrada de Rômulo.

E somente aos 17´ a primeira chance de perigo. Abner cruza e Pablo cabeceia para o canto esquerdo de Muralha que faz grande defesa.

Com o Coritiba somente se defendendo no segundo tempo, o Athletico arrisca de fora da área. Aos 18´ Rômulo, e aos 20´ David Terans, chutam muito bem e quase empatam a partida.

No único lance de perigo alviverde na segunda etapa, Igor Paixão sobe e desvia com muito perigo ao lado da meta de Santos. Isso aos 23´.

Aos 25´, o Athletico simplesmente bombardeia a zaga do Coxa, mas nem Rômulo, nem Terans e nem Pablo conseguem colocar a bola para dentro. O jogo vai se tornando nervoso e dramático.

Aos 27´, numa tentativa desesperada, Pedro Henrique chuta da intermediária e quase marca um golaço. Defesa de Muralha, que começava a se tornar um dos destaques da Partida.

Com o jogo e os nervos à flor da pele, e com o árbitro cometendo deslizes na condução da partida, Alberto Valentim se exalta e é expulso de campo, deixando o gramado.

O Athletico segue pressionando, e somente no fim da partida, num lance incrível, Thiago Heleno sozinho finaliza à esquerda do gol de Muralha e erra a meta.

Placar final: Athletico 1×2 Coritiba.

 

O Athletico é derrotado em casa por não saber encontrar o caminho para o gol, e principalmente, por entregar a partida em lances fortuitos e erros de posicionamento de sua defesa, que precisam ser urgentemente corrigidos.

É simplesmente frustrante que durante todo o tempo de pré temporada do time principal, além da falta de coesão de jogo, setores consolidados no final do ano passado, estejam fragilizados no início de 2022.

Péssimo trabalho de Alberto Valentim até o momento. E a condição vai ficando cada vez mais insustentável.

Ficou também evidente que vários jogadores no time que foi à campo hoje, não deveriam sequer ser cogitados para compor o onze titular num clássico como este. Sobretudo alguns que vieram dos aspirantes. Talvez um empréstimo faça bem a Pablo Siles, Christian, Davi, Dani Bolt e mais alguns. Não são maus jogadores, mas precisam de mais cancha, mais expêriencia.

 

Para vencer a semifinal o Athletico precisa agora vencer o Coritiba por dois gols de diferença. Vitória por diferença de 1 tento, levará o jogo para as penalidades. Qualquer outro resultado classifica o time do Alto da Glória.

 

Jogo da volta está marcado para domingo, 27/03 às 16h00 no Couto Pereira.

 



Últimas Notícias

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…